O Antídoto Divino

de Germana Downing

 

Disse o SENHOR a Moisés: Faze uma serpente abrasadora, põe-na sobre uma haste, e será que todo mordido que a mirar viverá. Fez Moisés uma serpente de bronze e a pôs sobre uma haste; sendo alguém mordido por alguma serpente, se olhava para a de bronze, sarava. (Números 21.8-9 ARA)

Se uma pessoa é mordida por uma serpente, a lógica manda duas coisas: 1)Busque tratamento; 2) A última coisa que a pessoa quer ver é outra serpente. Certo? Para homens, sim. Mas, para Deus, errado!

O tratamento de Deus para aquela emergência não foi nada convencional. O que podíamos achar que o povo precisava, ele não deu. E o que ele deu foi exatamente o que o povo temia. Mas, desta vez o tratamento foi segundo a receita dEle. Às vezes, para não morrermos, precisamos encarar aquilo que está nos matando.

O que livrou o povo da morte não foi a serpente de bronze em si, mas a sua fé na palavra de Deus e sua obediência a ela. "Se olhava para a (serpente) de bronze, sarava". A serpente de bronze não curou a todos, mas curou aos que acreditaram no Senhor e que, por isso, o obedeceram. Se alguém não olhou, foi porque não acreditou que fazendo aquilo ficaria curado, e isso porque de fato não acreditou na palavra de Deus.

Às vezes em nossas vidas passamos por situações que nos impelem a pedir o auxílio do Senhor. Mas, quando o fazemos, não raramente já temos em mente uma solução específica, e esperamos que Deus atenda a nossas solicitações de acordo com a nossa "visão". Precisamos adquirir a visão de Deus e orar abertos para recebermos a solução dele, e não a nossa.

Deus tem lhe pedido para fazer algo que não faz sentido?

Ele está lhe guiando para fazer algo que parece ineficaz ou mesmo prejudicial?

Tenha em mente que cumpre a você obedecer à palavra dele, e seguir sua orientação. A ele cabe a cura e a escolha do meio pelo qual ela é feita. Ele quer que olhemos para ele, não para a solução; ele quer que confiemos nele e não nas nossas próprias noções.

Se você se encontrar numa situação difícil, pergunte a si mesmo o que é que Deus quer que eu faça? Lembre o antídoto divino. O foco tem que ser ouvir e obedecer a vontade dele. Daí temos que seguir adiante, mesmo quando a solução parece não fazer sentido para nossa perspectiva limitada.

Todavia , não seja como eu quero, e, sim, como tu queres. (Mat.26.39b) [Dito por Jesus ao encarar a cruz em obediência ao plano de Deus.]

ORAÇÃO: Pai, o Senhor tem toda a sabedoria. Nós, desde que fomos criados, temos tido a tentação de pensar que podemos ter idéias melhores que as suas. Perdoa-nos, Senhor, e ajuda-nos a humildemente confiarmos no Senhor e seguirmos os teus planos. Abre nossos olhos para que possamos ver as tuas soluções para os obstáculos que surgirem e dá-nos fé suficiente para segui-las.

 

Copyright © 2003 Germana Downing. Todos os direitos reservados.