O Exército De Deus

de Germana Downing

 

Joana pensara que estava realizando todos os seus sonhos de infância. Casada, com três adoráveis crianças, ela cuidava da sua família e sua casa. A vida parecia estar indo bem, até que um tapete foi puxado de debaixo dos seus pés, quando o marido lhe disse que estava com outra mulher.

Pedro abriu um pequeno negócio. Seu empreendimento lhe deu boa renda durante vários anos, fazendo-o empregador de um bom número de pessoas. Com as mudanças econômicas no país, no entanto, o que era sonho começou a lhe tirar o sono à noite, e o que era fonte de renda, agora é fonte de dívidas e dores de cabeça.



 

Marta já ouviu vários homens lhe dizerem "adeus." Embora não deva dinheiro a ninguém, sabe que muitos lhe devem amor, desde a infância. Os pais nunca tiveram tempo para ela, os amigos nunca foram fiéis, e os amores que tão desesperadamente buscou, nunca foram dignos dela.

O que estas três pessoas têm em comum? Amargura, dívida, aperto (no bolso ou no coração). Ninguém parece se importar com eles, ninguém de fato entende o que carregam no coração. Mas eles estão em boa companhia!

1 Sm 22:2 conta o que pessoas como eles fizeram: ajuntaram-se a Davi, e ele se fez chefe deles. "Ajuntaram-se a ele todos os homens que se achavam em aperto, e todo homem endividado, e todos os amargurados de espírito, e ele se fez chefe deles; e eram com eles uns quatrocentos homens." Os problemáticos e fracassados da vida encontraram em Davi um líder que os acolhesse.

Mas por que Davi? Bem, Davi, o escolhido por Deus para ser rei, conheceu de perto a pobreza, o pânico, a solidão. Ele passou por todo tipo de necessidade quando seu "amigo" o Rei Saul começou a persegui-lo, a fim de matá-lo. Davi se viu obrigado a fugir e se esconder no deserto. Afastado do grupo "in", ele conheceu de perto o isolamento e o não ser compreendido. Ele foi excluído, abandonado e traído. Talvez tenha sido por isso que essas pessoas pediram a ele "por favor, deixe-nos ficar com você. Seja o nosso rei. Nós estamos no mesmo barco. Que tal nos unir?" Elas se viram no mesmo barco que Davi. E ele as recebeu porque ele entendeu.

E se lermos a estória toda veremos que não só Davi as recebeu, mas Deus as usou para fazer grandes coisas, para alcançar os Seus propósitos. E isto se deu a tal ponto de 1 Cr 12:22 dizer: "Porque naqueles tempo, dia após dia, vinham a Davi para o ajudar, até que se fez um grande exército, como exército de Deus."

Às vezes o que parece ruim para nós, se torna uma bênção. Quando pensamos que chegamos à beira do abismo, vemos que há uma curva acentuada para a direita, que nos leva para um caminho de nova vida. Aqueles "em aperto, endividados e amargurados de espírito" descobriram isto indo e servindo à pessoa certa.

Deus conhecia o valor delas, os talentos delas. Deus sabia para que elas haviam sido criadas. Às vezes é somente quando nos sentimos vazios, que finalmente permitimos que Ele nos preencha com o que é duradouro. Você sabia que HOJE Deus está ainda recrutando pessoas para o Seu exército? Hoje, outro rei, o Rei dos Reis, está buscando seguidores. Aliste-se! Pode ser que bem na beira do abismo você veja uma curva acentuada à direita!

 

Copyright © 2003 Germana Downing. Todos os direitos reservados.