A Bagagem da Paz

de Germana Downing

 

Na década de 80, um casal de aposentados estava preocupado com a ameaça de guerra nuclear, e começou a fazer uma intensa pesquisa sobre os lugares inabitados do planeta. O alvo deles era saber qual era o lugar mais seguro. Depois de muita pesquisa e viagens, chegaram à conclusão de qual seria o “endereço da paz”: uma ilha quase deserta, para a qual se mudaram. No entanto, pouco tempo depois de começar a desfrutar de seu “paraíso”, a ilha explodiu em guerra entre Grã-Bretanha e Argentina. O novo endereço da paz deste casal? As ilhas Malvinas.

Será que existe o “endereço da paz” aqui na Terra? Eu gostaria de sugerir que o “endereço” da paz, caracterizada pela ausência total de preocupações, que tanto almejamos, é no céu, na casa do nosso Pai. Mas, é possível ter a paz que Jesus nos deixa, se carregarmos a bagagem certa, nesta viagem para a casa do Rei da Paz.



 

Na carta de Filipenses vemos que Paulo, mesmo estando preso, estava em paz, porque ele tinha algumas coisas especiais em sua bagagem. A Bagagem da Paz. Você está na prisão de um casamento que não foi o que você esperava? Você está presa a filhos que são difíceis de amar? Você está encurralada em dificuldades financeiras? Ou com um grave problema de saúde em você ou num amado seu? Nós também podemos nos beneficiar da Bagagem da Paz.

“Alegrai-vos sempre no Senhor; outra vez digo, alegrai-vos”, diz Paulo em Fp 4:4 Você já se sentiu tão preocupada que nem conseguiu orar? Que nem conseguiu pensar em Deus? A preocupação nos deixa inquietas, ou paralisadas e prende nossa atenção. A menos que mudemos o foco da nossa atenção, talvez nem conseguiremos falar com o Senhor sobre o que está nos incomodando, e muito menos receber dele a ajuda que ele tem para nós.

Por isto, o primeiro item desta bagagem são os binóculos da alegria. Eles servem para mudarmos o foco da nossa atenção daquilo que nos está perturbando, para as coisas do Senhor. Eles nos ajudam a ver que as coisas do Senhor são eternas, permanentes. Isto é interessante, porque muitas coisas que nos deixam ansiosos são temporárias, e por estarem acabando, nos perturbam, e começam a nos controlar.

Em Fp 4:5 lemos “Seja a vossa moderação conhecida de todos os homens. Perto está o Senhor.”

Numa rodoviária ou aeroporto existe uma estreita relação entre o viajante e sua mala. Nos quartos de um acampamento, às vezes sabemos quem dorme ao nosso lado através da bolsa. Paulo disse: “Seja a vossa moderação conhecida de todos os homens”. A Bolsa da moderação fará com que sejamos conhecidos diante das pessoas pela delicadeza, calma e tranqüilidade. Se a usarmos, não perderemos a nossa paz pelo remorso e complicações que vêm quando perdemos o controle, falamos o que não devíamos, ou agimos sem pensar.

Agora chegamos ao próximo acessório: a Bússola da oração. “Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas diante de Deus as vossa petições, pela oração e pela súplica, com ações de graça” - Fp 4:6.

Filipenses 4:19Paulo usa aqui duas expressões opostas: “coisa alguma” e “tudo”. Nossa tendência carnal é andar ansiosas por tudo e não orar sobre coisa alguma. A Palavra do Senhor, como sempre, nos ensina a fazer o contrário da nossa natureza.

Deus sabe que, ou a preocupação expulsa a oração, ou a oração expulsa a preocupação. A bússola da oração nos manterá na direção certa. Devemos orar sobre tudo. Nada é desprezível para nosso Pai, já que tudo o que fazemos, desde as mínimas coisas, pode trazer glória para Ele, ou não.

Algumas pessoas adoram viajar. Férias para elas é sinônimo de “viagem”. Outras se pudessem, dariam tudo o que têm para não sair do “ninho”. Mas uma coisa todos nós temos em comum: neste mundo somos peregrinos, aqui estamos de passagem. Então, já que somos viajantes, quer queira, quer não, que tal pelo menos levarmos a bagagem certa? Experimente a Bagagem da Paz! E, Boa Viagem!

 

Copyright © 2003 Germana Downing. Todos os direitos reservados.