A Promessa

de Dennis Downing

 

"Peçam, e lhes será dado; busquem, e encontrarão; batam, e a porta lhes será aberta."

Por que é que às vezes oramos, e parece que Deus não ouviu, ou decidiu não atender o nosso pedido? Tiago alertou aos discípulos que, se a oração fosse por motivos errados ou egoístas, Deus não responderia. João também avisou que a oração precisa estar "de acordo com a vontade de Deus".

Mas, como é que fica quando as nossas orações são a favor de outras pessoas, por bons motivos, nada contrários à vontade de Deus, mas a resposta não vem? Quando oramos pela cura de um amigo ou parente querido, por que é que Deus não responde àquela oração? Um jovem pede livramento de uma tentação, mas, semanalmente, às vezes diariamente, cai no mesmo pecado. Deus estava ouvindo aquela oração? Deus realmente respondeu? Por que é que o jovem continua caindo?



 

Pedimos, buscamos e batemos como Jesus disse. Às vezes fazemos com força e persistência. Por que é que a resposta não vem? O que é que fazemos com essa promessa de Jesus? Ele estava exagerando? Foi uma espécie de truque de promessa? Será que a resposta vem, mas, somente lá no céu?

Talvez começamos a entender quando lembramos um evento marcante na vida de Pedro. Na noite em que Jesus seria traído, julgado e no dia seguinte crucificado, ele avisou a Pedro: "Simão, Simão, Satanás pediu vocês para peneirá-los como trigo. Mas eu orei por você, para que a sua fé não desfaleça. E quando você se converter, fortaleça os seus irmãos." (Lucas 22:31-32).

Dallas Willard, observou "quando Jesus soube que Pedro iria negá-lo, ele se absteve de simplesmente 'consertá-lo' para que não fizesse essa coisa terrível. Jesus sem dúvida tinha poderes para tal. Mas isso não teria ajudado Pedro a ser a pessoa que ele precisava ser."*

Jesus não tinha, dentro do seu poder, condições de livrar Pedro daquele pecado? Jesus não podia ter "consertado" Pedro, para que Pedro não o negasse? Será que o próprio Pedro não havia orado para ser fiel a Jesus, para ficar firme na provação? Por que foi permitido que Pedro caísse? Pensamos em dois motivos.

Primeiro, havia algo dentro de Pedro que precisava ser quebrantado. Pedro achava que estava tudo entregue a Jesus. Ele até se defendeu, asseverando com total confiança que iria com Jesus até a morte. Mas, a negação dele, poucas horas depois, provou o contrário. Havia algo ainda dentro de Pedro que precisava ser, como dizemos aqui no nordeste, arrebentado, para que Pedro não dependesse mais de Pedro, e somente de Jesus.

Somente passando pela vergonha de uma derrota tão grande, Pedro deixaria de confiar em Pedro. Jesus sabia disso, e ele o deixou passar pela maior derrota da sua vida para que virasse o que Pedro, no fundo, no fundo realmente queria ser - totalmente de Jesus.

Há talvez outro motivo pelo qual Jesus deixou Pedro passar por aquela derrota. Se ele tivesse defendido Jesus, se ele tivesse, ainda que sozinho, insistido em ir, como ele afirmou que faria "até a morte" por Jesus, aonde ele teria acabado? Provavelmente em outra cruz, ou com uma faca nas costas num beco escuro naquela noite.

De qualquer forma, o homem que Deus levantou para dar talvez a mais importante pregação em toda a história da Igreja, teria morrido naquela noite. O simples pescador que impressionou as mais altas autoridades com seu conhecimento das Escrituras nunca teria sido ouvido por mais ninguém.

Deus queria que Pedro pecasse? Não. Mas, Deus é tão poderoso, Deus é tão bom, que Ele pode usar até as nossas piores derrotas para alcançar o que, no final das contas, todos nós realmente queremos - a vontade dEle.

O que foi que Jesus pediu para Pedro? Para que a fé dele não acabasse. Jesus não pediu para que a coragem de Pedro não acabasse. Ele não pediu para que a força de Pedro não desfalecesse. Ele não rogou para que a segurança de Pedro permanecesse inabalável.

A coragem, a força e a segurança de Pedro, todas caíram. Ele perdeu tudo, mas, tudo que ele perdeu era dele. O que sobrou de Pedro? Só uma coisa - a fé de Pedro em Jesus. Aí, Pedro finalmente descobriu o quanto ele realmente precisava de Jesus.

Talvez nas suas orações um dia você vai pedir a Deus aquilo que você mais desejar, aquilo que é mais precioso para você. Pode parecer da vontade de Deus, como a cura de um amado, ou força na hora da provação. Se você perder ou cair, se ele ou ela vier a falecer, se parece que a oração não foi respondida, saiba uma coisa - você ainda não perdeu o que é mais precioso.

Guarde a sua fé em Deus. Não deixe de crer na bondade de seu Pai. O melhor está para vir. Mas, você só o verá pela fé em Jesus. Ele vai cumprir aquela promessa. Basta você crer nEle, que você verá.

* citação do livro "A Conspiração Divina" São Paulo: Editora Mundo Cristão, 2001, p. 267.

 

Copyright © 2003 Dennis Downing. Todos os direitos reservados.