Água Salgada

de Larry Zinck

 

“Quem beber desta água terá sede outra vez, mas quem beber da água que eu lhe der nunca mais terá sede.” João 4:13



 

Eu fui ao Arraial do Cabo com minha família e lá fomos por um passeio de barco. O dia foi lindo. O barco entrou na Gruta Azul e nos levou a várias praias lindas com areia branquinha. Paramos para mergulhar em águas transparentes e deu para ver os peixes nadando no mar. Aquela água azul só tinha um problema, estava muito salgada.

Eu gosto de nadar no mar, mas detesto quando aquela água salgada entra na minha boca ou em meu nariz. E eu sei que aquela água não pode matar a sede de ninguém. Embora transparente e fresquinha, quanto mais você bebe, mais sede você vai sentir.

Eu creio que a água do mar nos lembra os prazeres do pecado. Todos nós sabemos que o pecado é gostoso. Ou pelo menos, ele parece ser gostoso. Muitas vezes, quando você peca, você se sente bem na hora. O problema é que os prazeres desta vida duram pouco tempo. Eles jamais nos deixam satisfeitos. Na verdade, eles nos deixam com mais sede ainda. É como beber água salgada. Nada neste mundo pode matar a nossa sede.

O apóstolo Paulo, escrevendo para Timóteo, disse que “a que vive para os prazeres, ainda que esteja viva, está morta.”

O pecado sempre tem conseqüências trágicas. O pecado sempre leva a morte. Todo mundo sabe que a mentira tem pernas curtas. Todos nós já vimos vidas, e às vezes, famílias inteiras, arruinadas pela bebida ou pelas drogas.

Em Hebreus 11.24,25 a Bíblia diz: “Pela fé Moisés, já adulto, recusou ser chamado filho da filha do faraó, preferindo ser maltratado com o povo de Deus a desfrutar os prazeres do pecado durante algum tempo.”

A Bíblia não nega que esta vida oferece muitos prazeres. Mas ela nos alerta, mostrando que esta alegria é uma alegria passageira que acaba levando a uma grande decepção. As águas cristalinas do mar jamais podem matar a sua sede. Somente água doce pode satisfazer. E até a água doce só mata nossa sede momentaneamente. Logo mais a sede aparece de novo, e nós precisamos de outro copo de água.

Jesus explicou que só existe uma água que satisfaz para sempre.

Falando para uma mulher, perto de um poço de água doce, Jesus disse em João 4.13-14: “Quem beber desta água terá sede outra vez, mas quem beber da água que eu lhe der nunca mais terá sede. Ao contrário, a água que eu lhe der se tornará nele uma fonte de água a jorrar para a vida eterna”.

Jesus oferece água viva. De fato, Jesus é a água viva. Jesus pode matar nossa sede.

Jesus preenche nossas vidas e nos dá um motivo para viver.

É esta água que todos nós, eu e você, precisamos. Você quer conhecer Jesus? Você pode conhecê-lo hoje nas páginas da Bíblia Sagrada! Ele deixou mensagens lá para você ler. E, melhor que tudo, Jesus deixou todos os passos do caminho certo que levará ao lugar onde ele está e onde você encontrará a água que acabará com sua sede para sempre!

 

Copyright © 2004 Larry Zinck. Todos os direitos reservados.