1 + 1 = Muitos

de Bill Denton

 

“Este é o sentido da parábola: a semente é a palavra de Deus.” Lucas 8:11 (ARA)



 

Um dos grandes pregadores da América foi num Domingo a um encontro. O dia estava frio e tempestuoso, fora do comum. O prédio da igreja estava totalmente vazio. No entanto, ele tomou seu lugar no púlpito e esperou. Um homem entrou, e na hora designada o pregador se levantou e começou o culto. Ao seu fim, o homem solitário que assistiu partiu sem se apresentar ao pregador. Aproximadamente vinte anos depois, o mesmo pregador foi abordado por um estranho. "Você se lembra", ele perguntou, “anos atrás pregando para um homem em tal lugar? " "Sim, com certeza", respondeu o pregador. "Se você for aquele homem, há tanto tempo queria conhecê-lo. "Eu sou o homem", foi a resposta. "Aquele sermão salvou minha alma, e me levou ao ministério. Os convertidos de seu sermão, senhor, estão por toda parte do estado de Ohio." (de William Moses Tidwell em “Pointed Illustrations”).

Quando eu estava na faculdade, eu ouvi alguém contar uma história semelhante a essa. Parece que um pastor realizou o que se chamava de uma “campanha evangelística”. Era nos tempos em que reuniões de uma e duas semanas eram comuns. Cada noite, o pregador transmitiu fielmente sua mensagem, proclamando o evangelho de Jesus à audiência dele. Embora ele tenha se esforçado bastante para alcançar o povo, a única pessoa que se converteu durante aquela reunião foi uma jovem. Durante anos, ele pensou naquela reunião como um grande fracasso. Porém, aquela jovem cresceu e se tornou uma mulher Cristã fiel. Ela se casou com um homem Cristão, e eles tiveram vários filhos, todos os quais se tornaram pregadores do evangelho. Os que se converteram devido às suas pregações chegaram aos milhares. Eu queria saber se aquele pregador ainda pensava na conversão de uma jovem como um fracasso.

É muito provável que alguns de nós cristãos modernos tenhamos esquecido qual é o nosso trabalho. Nós nos ocupamos com todos os tipos de responsabilidades auto-impostas, a maioria das quais são bem-intencionadas e valiosas. No entanto, a principal e única coisa que Deus nos enviou no mundo para realizar recebe pouca ênfase.

Na parábola do semeador, Jesus revelou algo poderoso. "A semente é a palavra de Deus." Você poderia virar aquela declaração e significaria a mesma coisa, mas daria uma ênfase que nós precisamos agarrar. "A palavra de Deus é a semente." Mais especificamente, Jesus enviou todos os seus discípulos, inclusive nós, ao mundo para plantar a semente do evangelho nos corações de todos. "Todas as nações", como Mateus colocaria. "Toda a criação", como diria o Marcos. Nós precisamos começar a falar às pessoas sobre Jesus, o Filho de Deus, que entrou no mundo, morreu numa cruz e foi ressuscitado da morte. Ele se tornou o sacrifício que tira todos nossos pecados, que nos justifica diante do Pai, que nos limpa para viver uma vida santa, e que nos concede vida eterna. Ninguém é ruim demais, feio demais, errado demais, perdido demais para compartilhar na glória. Mas, também é verdade que sem Cristo, eles estão terrivelmente perdidos e condenados para sempre.

Deus deseja ardentemente salvar as pessoas. Mas, ele tornou a salvação das pessoas dependente do fato de que nós precisamos lhes contar as boas novas. Elas não podem voltar-se para Deus se não acreditarem. Elas não podem acreditar no Cristo se não ouvirem falar dele. Elas não podem ouvir, a menos que alguém lhes fale. A pergunta é: "quem irá e contará aos perdidos que a salvação os espera?" Deixe de esperar que outra pessoa faça isto. Vá hoje e compartilhe as boas novas. Haverá muitos que recusarão? Sim. Haverá alguns que serão salvos? Absolutamente! Quantos você está disposto a ver salvos? Deixe-me sugerir que ao menos uma pessoa vale o esforço.

 

Copyright © 2004 Bill Denton. Todos os direitos reservados.