Continue buscando o certo

de Larry Zinck

 



 

Recentemente Fernando Rodrigues, morador de Jundiaí que trabalha numa empresa em Diadema, no ABC paulista, encontrou uma mala com aproximadamente R$ 200,00 no bagageiro de um trem, a caminho do trabalho para casa. A mala pertencia a um consultor financeiro. Fernando entregou a mala ao dono no dia seguinte, com todos os pertences. "Fiquei preocupado com o sofrimento daquela pessoa em perder todo esse dinheiro", explicou Rodrigues, justificando o ato de honestidade.

Fernando, que enfrenta uma maratona diária de quase nove horas em trens, metrôs e ônibus no trajeto de ida e volta de sua casa até o local de trabalho, disse que em nenhum momento pensou em ficar com o dinheiro. "Fico sensibilizado de poder ajudar", disse Rodrigues, que não recebeu nenhuma gratificação pelo ato.

Nos dias atuais é muito fácil ficar desanimado vendo as notícias dos escândalos em Brasília. Às vezes parece que todos são corruptos, que ninguém é honesto. É lamentável quando observamos políticos visando interesses pessoais às custas do povo.

Mas nós temos que lembrar que só porque o mal existe, não significa que o bem não existe. Só porque o errado existe, não quer dizer que o certo não existe. Graças a Deus pelo exemplo de Fernando Rodrigues de Jundiaí, que devolveu a mala cheia de dinheiro.

Eu observo algo semelhante no mundo religioso. Infelizmente vemos alguns pastores tirando proveito do rebanho e se enriquecendo às custas dos fiéis.

Mas este fato não deveria nos surpreender. A Bíblia já nos alerta sobre tal realidade.

Em 1 Timóteo 6.3-5 a Bíblia diz:
Se alguém ensina falsas doutrinas e não concorda com a sã doutrina de nosso Senhor Jesus Cristo, é orgulhoso e nada entende. Esse tal mostra um interesse doentio por controvérsias e contendas acerca de palavras, que resultam em inveja, brigas, e atritos constantes entre aqueles que têm a mente corrompida e que são privados da verdade, os quais pensam que a piedade é fonte de lucro.

É verdade. O mal existe. Há pessoas mal intencionadas que usam a religião como fonte de lucro. Há igrejas que ensinam coisas erradas e exploram os fiéis.

O apóstolo Pedro também nos alerta sobre esta realidade em 2 Pedro 2.1-3:
No passado surgiram falsos profetas no meio do povo, como também surgirão entre vocês falsos mestres. Estes introduzirão secretamente heresias destruidoras. Muitos seguirão os caminhos vergonhosos desses homens e, por causa deles, será difamado o caminho da verdade. Em sua cobiça, tais mestres os explorarão com histórias que inventaram. Há muito tempo a sua condenação paira sobre eles, e a sua destruição não tarda.

Nosso Deus tudo sabe e tudo vê. Um dia todos vão prestar contas a Deus.

Não desanime. O errado existe, mas o certo também existe. Continue lendo e estudando a palavra de Deus e buscando o bom caminho que Ele deixou. Procure uma igreja séria que segue e pratica a palavra do Senhor com honestidade.

É claro que o errado existe. Mas o certo também existe. Continue buscando o certo! Afinal de contas Jesus nos prometeu: "o que busca, encontra". Mateus 7.8

 

 

 

Copyright © 2005 Larry Zinck. Todos os direitos reservados.