Os Tijolos da Casa de Deus

de Dennis Downing

 



 

Se você faz parte de uma igreja que se encontra em algum tipo de prédio, é bem possível que aquele prédio foi construído com tijolos e cimento. Se for o caso, quando o salão foi construído foram usados centenas de tijolos. Um em cima do outro.

Sem aqueles tijolos você e seus irmãos não teriam seu salão para cultos e salas de aula. Podemos até dizer que o tijolo é a matéria prima da construção numa edificação como o prédio de igreja onde você e a igreja da qual faz parte se encontram. Mas, para levantar aquelas paredes, só se precisa de tijolos? Pode imaginar dezenas de tijolos um em cima do outro?

É também necessário cimento.

Dá para imaginar as paredes do prédio da igreja, um tijolo em cima do outro, centenas de tijolos ao seu redor, mas sem cimento? Ou com cimento de má qualidade?

Nós somos os tijolos que Jesus usa para construir sua igreja. A palavra até nos chama de "pedras". 1 Pedro 2:5 diz "também vós mesmos, como pedras que vivem, sois edificados casa espiritual… "

Nós somos a matéria prima da edificação da Igreja de Jesus. Cada um de nós temos a nossa parte nesta edificação.

Mas, há um material fundamental que nos mantém juntos - o amor. O que é este amor? É a paciência, a consideração, a confiança um no outro. É a decisão de se manter juntos apesar de todas as forças que puxam e empurram para nos separar.

Sem o cimento do amor, todas as pedras que compões os prédios da igreja um dia caem.

Basta o inimigo bater um pouco na parede que ela trinca. Ele bate mais e ela cede. Se o cimento não for bem forte, basta o inimigo bater um pouco mais e a igreja toda cai no chão.

Na verdade, o cimento que liga dois tijolos em baixo na parede é tão importante quanto o cimento e os tijolos ligados em cima. Os tijolos e o cimento no meio são tão importantes quanto os das extremidades.

De fato, todos os tijolos das paredes da edificação da igreja estão de certa forma em contato com todos os outros. Todos dependem uns dos outros - como nós dependemos uns dos outros.

Quando nós começamos a brigar, a discutir, a medir ou até retirar nosso amor uns dos outros, o que é que acontece? A parede começa a ceder. Alguns tijolos começam a cair.

Basta uma rachadura aqui, e outra ali, e outra ali, e em pouco tempo, o edifício todo cai.

Por outro lado, basta que o cimento que segura os tijolos seja bem feito, bem forte, e todos ficam juntos. A edificação pode resistir a qualquer investida do inimigo.

Você não tem que segurar todos os irmãos na igreja. Você não tem que visitar todos, ajudar ou amparar todos. Mas você deve amar pessoamente aqueles que Deus colocou próximo a você. E, às vezes, aqueles que ele colocou mais próximos a nós são justamente aqueles que nós achamos mais difícil de amar.

Às vezes porque eles têm necessidades muito grandes e nós sentimos que não temos condições de ajudá-los. Às vezes eles são muito diferentes de nós. Eles têm gostos e preferências bem diferentes das nossas. Eles não parecem “irmãos” para nós. Mas, se Jesus os colocou na sua igreja, na mesma “parede” que nós, eles são. E nós precisamos nos esforçar para nos manter sempre ligados a eles, apesar das diferenças.

Seja qual for o motivo, são os tijolos que Jesus botou próximo de você. Ame-os, com o mesmo amor com que você ama a Jesus. Ame-os, com o mesmo amor que você espera de Jesus. E a igreja de Jesus ficará bem forte para sempre.

Quando falamos uns com os outros, vamos falar como quem está falando com o próprio Senhor Jesus. Se permancermos unidos em Jesus, ligados uns aos outros, como Jesus tanto queria, seremos verdadeiramente o sacerdócio santo, com condições de oferecer “sacrifícios espirituais agradáveis a Deus por intermédio de Jesus Cristo.” 1 Pedro 2:5. Que Deus nos abençoe com o amor de Jesus para permanecermos juntos, apesar das diferenças, e sempre ligados nEle, por meio dEle e para Ele para sempre.

Para mais mensagens de Dennis Downing, visite o site da Hermeneutica em www.hermeneutica.com/mensagens/

  Copyright © 2006 Dennis Downing. Todos os direitos reservados.