Pais e Filhas

de Heather Helton

 



 

Pais, este artigo está em nome de suas filhas que precisam de vocês desesperadamente. Estas palavras não vêm com a intenção de culpar, machucar, ou apontar dedos, mas para provocar reação em vocês. A entrarem em ação. Nós, filhas feridas, somos um dilema nacional. Vocês não ouvirão falar de nós no jornal das oito, mas estamos aqui.

Estamos vivendo debaixo do seu teto, comendo da mesma mesa de jantar que você, vertendo da mesma jarra de suco. Estamos passando pelo menos dezoito anos, ou 6.570 dias com você em casa. Nós passamos por você no corredor e ficamos curiosas sobre por que nós não somos interessantes o bastante para chamar sua atenção. Queremos saber o que é que um jogo na televisão ou um jornal tem que nós não temos. Ficamos curiosas para saber por que você não fica tão animado com suas filhas quanto você fica com aquele jogo de campeonato.

Estamos atentas ao fato de que você não parece muito interessado em nossas palavras, nossos sentimentos, nossas convicções mais íntimas e nossas dúvidas. Embora você não veja, por dentro estamos chorando.

Quando você nos ignora você está mudando o que nós somos. Você está mudando o que fomos feitas para ser, e não para o melhor. Você pode não ver qualquer impacto de sua ausência emocional agora, mas logo você verá. Quando começarmos a beber, usar drogas, e ter relações antes de casar, então você verá. Quando nós enganarmos, mentirmos, dirigirmos alcoolizadas, namorarmos sujeitos ruins, e acabarmos grávidas fora de casamento, então você verá. Você verá nossa baixa auto-estima manifestada. Nossa insegurança tomará vida e você provavelmente ficará furioso conosco. Mas, você não devia estar. Você devia estar furioso é com você mesmo, por não prestar mais atenção a nós quando nós éramos pequenas meninas.

Pais, nós estamos doendo.

Pais, nós lhes agradecemos a educação, nosso abrigo, comida, e roupas. No entanto, pais, nós precisamos de mais.

Nós temos corações sensíveis. Mas você não saberia disso porque você nunca fitou nossos corações.

Nós não somos como meninos. Talvez meninos podem ser duros, mas nós precisamos da ternura do nosso papai.

Nós precisamos de seu conforto quando doemos.

Nós precisamos que você nos ame afetuosamente com um amor constante, para que saibamos o que procurar num homem quando nós crescermos. Por constantemente, eu quero dizer constantemente. Diariamente. De hora em hora. Todo o tempo.

E quando você está em casa conosco, realmente esteja em casa conosco. Ler o jornal e ir para cama, enquanto não diz uma só palavra o tempo todo a nós, não é estar conosco.

Nós nos sentimos ignoradas.

Nós nos sentimos tristes.

Você nos faz sentir inseguras sobre nós mesmas. E pior de tudo, você está moldando – ou destruindo – nossa imagem do é que paternidade.

Sim, você está nos moldando. O que nós nos tornaremos está em suas mãos. Você não sabia? Você está nos moldando literalmente como barro.

Talvez você nos quis, talvez não. O fato permanece: NÓS ESTAMOS AQUI.

Nós somos humanas, estamos vivas, e precisamos mais de você.

Talvez você se relaciona melhor com meninos. Nós não somos meninos. Nós precisamos mais de você.

A maneira como você trata nossas mães é crucial para que saibamos como desenvolver nosso próprio relacionamento amoroso. Quando você fere nossa mãe de qualquer forma, nós não gostamos. Nossas mãe estava lá, tentando preencher o vazio que você escolhe deixar diariamente em nossas vidas. Você não entendeu isso?? Você devia se desdobrar agradecendo nossa mãe por assumir o que você largou.

O que é mais importante de tudo, nós vemos nosso Pai Celestial na mesma luz que nós vemos nossos pais terrestres. Se você nos ignorar, acreditamos então que Deus nos ignora. Se você nos ferir, nós vemos Deus como um que nos fere. Se você age como você não quer estar junto de nós, nós vamos acreditar que Deus não deve querer ou estar junto de nós também. Você é o elo! Você está segurando a chave!

Há uma canção de John Mayer chamado "Filhas." (“Daughters” em inglês) Procure esta música, compre-a, e escute.

Nós somos mesmo criaturas muito delicadas.

E nós precisamos de você.

Isso aí é o ponto.

Não estamos tentando lhe ferir ou lhe derrubar.

Mas estamos rogando que você preste atenção em nós.

Se você não o fizer, nós não cresceremos emocionalmente e isso afetará o resto de nossas vidas, nossos cônjuges futuros, nossos filhos futuros e todos os nossos relacionamentos para sempre.

Por favor, passe o quanto tempo puder conosco. Tempo de qualidade.

Diga para nós que somos bonitas.

Diga para nós que somos talentosas.

Diga para nós que você nos ama mais do que você imaginava que era possível.

Fale para nós.

Se nós não ouvimos coisas boas de você sobre nós, nós não cresceremos emocionalmente ou espiritualmente e isto nos afetará fisicamente. Toda ênfase que podemos dar a isso é pouco!

Nós nos voltaremos a outras fontes para nos fazer sentir bem, estando elas certas ou erradas.

Então você ficará furioso conosco por nos voltarmos àquelas coisas. Mas a realidade é que, se você tivesse formado relacionamentos de verdade, relacionamentos íntimos, amorosos, honestos e genuínos conosco, nós não teríamos procurado essas coisas.

Esses meninos pelo menos nos fazem sentir especiais. Você nunca fez isso!

Álcool e drogas pelo menos tiram nossas mentes da nossa depressão e ansiedade que você deixou conosco nos ignorando todos estes anos.

Vocês vêem, pais, é realmente simples.

Só prestem atenção.

E amem-nos.

Reproduzido com permissão do site Wineskins Você pode ler este artigo em inglês e conhecer um pouco mais da autora em seu blog: Heather Helton

  Copyright © 2007 Heather Helton. Todos os direitos reservados.