O silêncio dos santos

de Dennis Downing

 



 

“Eu lhes digo: Quem me confessar diante dos homens, também o Filho do homem o confessará diante dos anjos de Deus. Mas aquele que me negar diante dos homens será negado diante dos anjos de Deus. Todo aquele que disser uma palavra contra o Filho do homem será perdoado, mas quem blasfemar contra o Espírito Santo não será perdoado.” Lucas 12:8-10 (NVI)

Diariamente, semanalmente, mês após mês, ano após ano temos a oportunidade de testemunhar sobre Jesus. Damos nosso testemunho com palavras, ações e atitudes. Revelamos quem é Jesus para nós com aquilo que dissemos e aquilo que deixamos de dizer; com palavras e também com silêncio.

Quando estamos na fila do caixa do supermercado, na pequena aglomeração na parada do ônibus, diante do bebedouro no trabalho ou com colegas na escola, quantas vezes alguém escolhe falar de Jesus? Não é falando da igreja, do coral, da mocidade ou da campanha para arrecadar alimentos, mas, simplesmente de Jesus. Será que este silêncio ensurdecedor não é ouvido lá no céu? Falamos de família, namorados, jogos, política, dinheiro, e assim por diante o dia todo, mas quando é que vamos falar de Jesus? O que é que nosso silêncio significa para aquele que deu sua vida por nós?

Ninguém ameaçou Pedro na noite em que ele negou Jesus. Não precisavam. Pedro já sabia o que as pessoas pensavam do Mestre. Por isso ele o negou. O homem que estava pronto para morrer a fio da espada se rendeu diante da simples opinião contrária de seus similares. E os outros discípulos? Evidentemente, ficaram calados. E nós? Quanto é que realmente estamos confessando nosso Senhor diante dos homens? O que é que nosso silêncio significa para Jesus?

Meu Senhor, eu confesso que já fiquei calado por causa de comodismo. Já fiquei em silêncio por puro esquecimento de quão urgente é nossa missão de fazer Jesus conhecido aqui. Mas, também já me calei por medo da rejeição de homens e mulheres que jamais dariam suas vidas por mim. Perdoe-me e ajude-me a falar mais de Jesus. Quero falar da igreja, da Bíblia e de várias outras coisas. Mas, preciso falar de JESUS. Todas estas outras coisas apenas têm importância por causa dele. Ele é tudo. Ele merece meu testemunho. Obrigado por ainda me dar tempo para mudar. Em nome de Jesus eu oro. Amém.

Esta meditação vem de "Jesus disse", um devocional diário gratuito focalizado nas palavras de Jesus.
Visite e assine o devocional em www.hermeneutica.com/jd

  Copyright © 2007 Dennis Downing. Todos os direitos reservados.