Guardando o Bem e Livrando-se do Mal

de Paulo Roberto Barbosa

 



 

"Aparta-te do mal, e faze o bem: busca a paz, e segue-a." (Salmos 34:14).

Um viajante encontrou, certo dia, um homem idoso que carregava dois sacos. Um estava pendurado em seu pescoço, na frente e o outro estava amarrado com correias às suas costas. "O que você está levando nestes sacos?" perguntou o viajante. "Deixe-me ver". "Eu tenho aqui uma grande variedade de coisas e ficarei feliz em mostrar-lhe", respondeu o velho. "O saco que eu levo na frente está cheio dos bons testemunhos e das boas ações dos outros. Sempre que eu ouço ou vejo as boas coisas que os outros fazem, eu os ponho neste saco e levo comigo para que eu possa sempre relembrá-las". "O saco parece estar muito cheio. Deve ser um fardo pesado carregá-lo", disse o viajante. "Você está muito enganado", replicou o velho. "Embora o saco esteja cheio, não é pesado. Longe de parecer um fardo, me ajuda a seguir em frente como as velas de um navio". "E o que você coloca no saco que leva nas costas?" perguntou o viajante. "Todo o mal que eu constato nos outros eu ponho nele", disse o homem velho, "para que fiquem fora de minha visão". "Parece estar vazio", disse o viajante. "Não é para menos", continuou o viajante, "há um buraco na parte inferior". "Eu fiz isto de propósito", respondeu o homem velho, "de forma que todo o mal que eu ouça ou veja, caia por ele e se perca. Não me pesará e nem me impedirá de prosseguir."

O maior embaraço para o êxito de nossos objetivos é a preocupação com a vida de nosso próximo. Enquanto nos distraímos com os erros cometidos por aqueles que nos cercam, deixamos de cuidar de nosso próprio caminho, de lutar pelos nossos ideais, de perseverar na busca de nossos sonhos.

Melhor é aprender com as virtudes do que nos deixar enredar pelos defeitos dos amigos. Melhor é assimilar o que há de bom nos homens e aplicar da melhor maneira em nosso viver diário. Agindo assim estaremos sempre de bom-humor e o brilho de Deus nos acompanhará por toda a parte. O mal que existe no mundo só serve para ofuscar a nossa visão espiritual, para fazer-nos tropeçar, para impedir que o nosso relacionamento íntimo com o Senhor Jesus Cristo nos proporcione uma vida de absoluta paz e felicidade.

Se você se preocupar apenas com o que há de bom nas pessoas, viverá muito melhor.



Paulo Roberto Barbosa. Um cego na Internet! Visite a página de Paulo Roberto em http://intervox.nce.ufrj.br/~tprobert/index.html

  Copyright © 2010 Paulo Roberto Barbosa. Todos os direitos reservados.