Levando Pessoas a Jesus

de Henry Blackaby

 



 

As pessoas ficam conhecidas por vários motivos. Noé é conhecido como um homem íntegro em uma idade má. Davi é conhecido como o homem segundo o próprio coração de Deus. Pedro é conhecido como o discípulo que falava o que pensava. João é conhecido como o discípulo que Jesus amou. Judas é conhecido como o traidor. Paulo é conhecido como um proclamador destemido do evangelho. André é conhecido por levar outros a Jesus.

A primeira pessoa que André levou a Jesus foi o irmão dele, Pedro. Assim que Pedro se juntou aos discípulos, ele se tornou o porta-voz para os Doze, enquanto André permaneceu em segundo plano. Foi Pedro, não André, que subiu à proeminência como um dos três do círculo mais íntimo de Jesus. Nós não lemos sobre André ficando ressentido para com Pedro; aparentemente ele ficou satisfeito em levar outros a Jesus e deixar os resultados com Ele.

Não é de se admirar que foi aquele André que achou o menino com os pães e peixes e o levou a Jesus (João 6:8-9). Foi André que levou os gregos a Jesus, embora eles fossem menosprezados por judeus piedosos (Jn 12:20-22). Não há nenhum registro de André ter pregado um sermão, realizado um milagre, ou escrito um livro da Bíblia. Ele é lembrado pelas pessoas que levou a Jesus.

André é um bom modelo para nós. Nosso trabalho não é de transformar as pessoas em cristãos, nem de convencê-las dos seus pecados. Não é nossa responsabilidade levá-las a fazerem o que elas deveriam fazer. Nossa tarefa é levá-las a Jesus, e Ele realizará a obra divina dele nas vidas delas.

[Do devocional diário “Experiencing God Day-By-Day” (Experimentando Deus No Dia a Dia); Copyright © 1997 by Henry Blackaby and Richard Blackaby. Tradução, Dennis Downing para o site www.iluminalma.com.]



  Copyright © 2010 Henry Blackaby. Todos os direitos reservados.