O Presente Que Não Podia Esperar

de Max Lucado

 



 

Terry Schaefer queria comprar um presente de Natal muito especial para seu marido Davi. Mas, ela enfrentava dois problemas.

Problema # 1 era o custo.
Problema # 2 era encontrar o que ela queria.

Sua pequena cidade de Moline tinha poucas lojas e ela procurou em todo canto.
Quando ela finalmente encontrou o que queria para seu marido, ela quase desistiu por causa do preço.

Mas, porque ela não desistiu, a vida do seu marido foi salva.

Ela teria desistida, se não fosse pela ajuda do dono da loja. Ela não tinha o dinheiro suficiente. Era um presente muito caro. O salário de seu marido como policial, apesar de adequado, deixava pouco dinheiro sobrando no final do mês.

Ela perguntou se o dono da loja não poderia guardar o presente dela e deixar ela fazer os pagamentos até Natal. Ele disse que não.

Mas, aí ele disse “Por outro lado, não posso deixar você sair daqui sem seu presente.” Ele deu o presente a ela e apenas pediu que ela o pagasse quando pudesse. Ela ficou tão animada, que não conseguiu guardar o presente. Ela deu logo a seu marido Davi, apesar de que ainda era Outubro.

Aquela foi a segunda decisão que ela nunca se arrependeu de tomar. Apenas uma semana depois, às 7:00 da manhã, ela escutou alguém batendo à porta da sua casa. O parceiro de seu marido, o outro policial que andava sempre com ele, estava na porta - sozinho.

O rosto dele estava cansado e abatido. Ele entrou e sentou no sofá. Daí ele começou a explicar para Terry como, na noite antes, o marido dela, Davi, foi baleado com um tiro de um revolver calibre .45 - a queima roupa.

Terry suspirou, não de medo, mas de alívio. Alívio por ter procurado aquele presente que ela tanto queria para seu marido. Alívio pelo dono da loja ter insistido que ela levasse. Alívio por seu marido estar usando seu presente de Natal naquela noite.

Como resultado, seu marido Davi estava no hospital e não no necrotério. O corpo dele estava ferido, não com uma bala cravado no peito, mas apenas com uma contusão. Porque ele estava vestindo o colete a prova de balas, o presente de Natal, que sua querida esposa não podia esperar para dar.

Todos nós recebemos algo semelhante. De certa forma, todos nós recebemos um presente de Natal semelhante àquele que Davi Schaefer recebeu.

- É algo que pode lhe proteger.
- É algo que, com certeza, salvará sua vida, se você aceitar e usar.
- É um presente destinado especialmente a você.
- É um presente adquirido por um grande esforço e a um custo muito alto.

Mas, afinal de contas, cabe a você receber o presente.
Cabe a você aceitá-lo.
Cabe a você usá-lo.

Tudo isto, só você pode fazer.

Todo o resto, Deus já fez.

- Adaptado e traduzido de uma pregação de Max Lucado.

[Gostou da reflexão? Envie o link www.iluminalma.com/vec/1012/23-presente.html a um amigo ou colega. Vamos espalhar as Boas Novas! Que Deus lhe abençoe com um feliz Natal.]

Para mais reflexões de Max Lucado, visite o site www.maxlucado.com.br

Muito obrigado pelo seu apoio ao site. Por favor, continue. Estamos precisando. Que Deus lhe abençoe com um feliz Natal e tudo que você precisa da parte do Senhor.



  Copyright © 2010 Max Lucado. Todos os direitos reservados.