A Agonia da Oração

de Henry Blackaby

 



 

Lucas 22:44 Estando angustiado, ele orou ainda mais intensamente; e o seu suor era como gotas de sangue que caíam no chão. (NVI)

Oração não é difícil de compreender. É defícil de fazer. Quando foi a última vez em que seu coração sofreu tanto por aqueles por quem você estava intercedendo que seu corpo inteiro agonizou juntamente com sua mente e seu coração? (Hb 5:7)

Somos uma geração que faz de tudo para evitar a dor. É por isso que há tão poucos intercessores. A maioria dos cristãos opera nos níveis mais superficiais de oração, mas Deus quer nos levar a niveis mais profundos de oração intercessória que apenas poucos experimentam.

Intercessão profunda e prolongada é dolorosa. Envolve permanecer diante de Deus mesmo quando todo mundo vai embora ou dorme (Lc 22:45). Significa passar por quebrantamento com o Pai por aqueles que continuamente se rebelam contra Ele. Quantos de nós passaremos por este tipo de intercessão fervorosa?

Nós ansiamos por Pentecostes nas nossas vidas e nas nossas igrejas, mas não há Pentecostes sem Getsêmani e sem a cruz. Como nos tornamos maduros em nossas vidas de oração? Orando. Quando não sentimos vontade de orar é exatamente a hora na qual devemos orar. Não há atalhos para oração. Não há livros para ler, seminários para ir, nem lemas inspiradores para memorizar que nos transformarão em intercessores. Isto apenas é conseguido quando nos comprometemos com oração e de fato a praticamos.

Por que não aceitar o convite de Deus para se tornar um(a) intercessor(a)? Não se permita ficar satisfeito com oração superficial e centralizada em torno de si mesmo. Fique com Deus em oração até que Ele lhe leve ao nível de oração que Ele quer.

Quer aprender mais sobre oração? Veja mensagens e dicas sobre a oração na seção especial sobre oração em www.hermeneutica.com/mensagens/.



  Copyright © 2011 Henry Blackaby. Todos os direitos reservados.