Caminhos e Fruto

de Dorian Anderson Soutto

 



 

Um principio básico é que uma árvore nunca produz fruto para consumo próprio. Eles estão sempre lá na estação certa, prontos para serem colhidos. São frutos que nascem e crescem na Palavra, como cita o Salmo primeiro.

"Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto no seu tempo; as suas folhas não cairão, e tudo quanto fizer prosperará".

Logo entenderemos que este "prosperará" é no mundo espiritual. A igreja avançará e o propósito do Senhor se cumprirá, e será da forma Dele e para Ele.

Faço um convite para observarmos não somente os frutos produzidos por outrem, mas os nossos próprios. Será que temos produzido amor, alegria, paz, paciência, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio? Pelo menos um dos nove citados em Gálatas 5:22?

Por seus frutos os conhecereis...

Quero enfatizar que existe um chamado falso no mundo, um chamado à porta larga de caminho espaçoso, um chamado de homens que conduzem ao próprio.

Façamos uma analogia entre dois homens com chamados distintos.

Abraão e Ló. Gênesis 13.

Abraão foi chamado por Deus, para sair de sua parentela e ir para um lugar que Deus mostraria. Deus chama Abraão e Abraão chama Ló.

Ló tinha um chamado de Abraão e não de Deus. Podemos ver a diferença entre um e outro em seus frutos. Quando vem a crise somente os frutos verdadeiros são aprovados.

A crise chegou juntamente a Abraão e Ló.

Uma contenda entre pastores por espaço poderia ser facilmente resolvida se fosse um povo somente, mas eram dois povos; não existia uma unidade, mas dois chamados distintos.

Abraão escolhe a Fé; Ló o mundo.

Acontece com freqüência em nossas igrejas. Muitos tropeçam e retornam ao mundo. Mas esta prova serve apenas para mostrar a inclinação de tal coração. O mundo estava no coração e teria que ser alcançado de qualquer forma. O conflito foi somente a desculpa.

O homem de fé pode sempre deixar o homem natural fazer a primeira escolha, pois sabe que para onde ele for a bênção irá junto. “Sê tu uma benção!”

O homem de fé sabe que a diferença é a presença constante de Deus em sua vida.

Ló escolhe a campina.

Quão natural é a lei de "Gerson" em nosso meio, sempre querendo levar vantagem em tudo. O coração inclinado para o mundo leva-nos a valorizar as coisas do mundo.

Ló estende suas tendas até Sodoma. Distancia-se do chamado para atender o deus do século presente. Chega a se assentar às portas da cidade, um lugar de honra. Conseguiu posição de destaque entre os filhos da iniqüidade.

Hoje podemos ler em Hebreus 11, destinado aos heróis da fé: "Pela fé Abraão, sendo chamado, obedeceu, indo para um lugar que havia de receber por herança; e saiu, sem saber para onde ia". Mas não lemos em lugar algum "pela fé Ló se assentou na porta da cidade".

Quantos em busca de posições de destaque, aclamados por homens, são desprezados pelo nosso Senhor!

Por seus frutos os conhecereis...

Que possamos refletir sobre os caminhos que temos trilhado, verificando os frutos, frutos que só se encontram no verdadeiro Caminho. Por onde tem caminhado? Como está o seu fruto?

Veja o resto desta mensagem: Quem te chamou?, e também de Dorian: Minha igreja e meus irmãos.


  Copyright © 2011 Dorian Anderson Soutto. Todos os direitos reservados.