Quanta liberdade você quer?

de Dennis Downing

 



 

Sexta feira você toma um ônibus para o interior. Você pretende visitar parentes. É noite. Final de semana. O tráfego é intenso. Como se não bastasse, começa a chover.

O motorista do ônibus está correndo. Ele anda a 65 Km/h, depois acelera para 75. Daqui a pouco ele está correndo a 80. A chuva é intensa. Você está sentado na frente do ônibus e quase não vê a estrada. Passa cada caminhão quase batendo na lateral do ônibus!

Você começa a ficar com medo. Você fala com o motorista para ele ir um pouco mais devagar. Ele responde “Não se preocupe! Estou dentro do limite de velocidade. Nesse trecho aqui posso andar até 90!” E ele começa a acelerar até 90 por hora.

Você quer que ele corra a 90 nessas condições? Embora ele esteja dentro da lei, embora ele tenha todo direito de fazer isso, você quer que ele faça tudo que é permitido?

É sempre bom fazer valer todos os direitos que temos? É sempre bom usufruir de toda nossa liberdade?

Será que é sempre bom a gente fazer o que quiser, desde que não quebre as regras? Há muita coisa que, como Cristão, eu tenho liberdade para fazer. Mas, isto quer dizer que é o melhor?

“Todas as coisas são lícitas, mas nem todas convêm; todas são lícitas, mas nem todas edificam.” 1 Cor 10:23

“Irmãos, vocês foram chamados para a liberdade. Mas não usem a liberdade para dar ocasião à vontade da carne (ou à natureza pecaminosa); ao contrário, sirvam uns aos outros mediante o amor.” Gálatas 5:13

Veja mais reflexões de Dennis Downing no devocional diário "Jesus disse..." , e mais ilustrações sobre a liberdade no site da Hermeneutica.com.



  Copyright © 2011 Dennis Downing. Todos os direitos reservados.