Vingança

de Henry Blackaby

 



 

Amados, nunca procurem vingar-se, mas deixem com Deus a ira, pois está escrito: "Minha é a vingança; eu retribuirei", diz o Senhor. Rm 12:19

Uma dos maiores desafios à nossa confiança em Deus é a área de justiça. Quando percebemos uma injustiça, queremos ver o culpado punido. Queremos que a justiça prevaleça, especialmente se nós somos a vítima. Tornamo-nos impacientes se não somos vingados logo. Mas Deus nos adverte de que vingança não é nossa responsabilidade. Nós devemos desejar justiça, mas não devemos buscar vingança (Miq. 6:7). Quando alguém nos ofende, nosso dever é reagir com o perdão (Mt 5:44). Deus é quem toma a responsabilidade de garantir que a justiça seja feita. Deus ama as pessoas demais para permitir que pecado não seja tratado.

Pedro declarou que Deus não é lento para cumprir Suas promessas para nós, mas Ele é paciente e longânimo no processo de trazer julgamento (2Pe 3:9). Entretanto Deus preparou tudo para que haja justiça absoluta. Não há pecado que tenha sido cometido que Ele deixará sem punição. Ou será punido em Seu Filho. Ou cairá sobre a cabeça do pecador, mas todo mundo no final prestará contas por tudo que já fez (2 Cor 5:10).

Deus é absolutamente justo, e só Ele pode garantir que a justiça será completamente feita. Se ficamos impacientes e buscamos vingança, presumimos que somos mais sábios que Deus, e revelamos a escancarada falta de confiança de que Ele fará a coisa certa.

Só confiando na Sua soberana sabedoria é que seremos libertos da raiva e preocupação em relacão àqueles que cometeram o mal. Se nos recusamos a confiar na justiça de Deus, tornamo-nos escravizados à amargura e raiva. Precisamos guardar nossos corações e confiar que Deus exercerá Seu julgamento contra aqueles que se opõem a Ele.

Veja a mensagem Zidane - 'Prefiro morrer a pedir desculpas'.



  Copyright © 2011 Henry Blackaby. Todos os direitos reservados.