Exatamente o Suficiente

de Danilo Souza

 



 

“... Cada família tinha exatamente o que necessitava.” (Êxodo 16:18)

No deserto, Deus supriu o Seu povo com o Maná para que eles não passassem fome. Ele aparecia milagrosamente a cada manhã: “Todos tinham exatamente o suficiente. Àqueles que recolhiam muito, nada lhes sobrava, e aqueles que recolhiam... pouco, tinham o bastante. Cada família tinha exatamente o que necessitava”.

Você já reparou que há momentos na vida em que as bênçãos de Deus parecem “alcançar” você? (Dt 28:2). Suas orações estão sendo respondidas, o laudo do medico é positivo, as contas estão pagas, seu trabalho está indo maravilhosamente bem, e seus filhos finalmente estão no caminho certo. Quando isso acontecer, alegre-se e agradeça a Deus pela Sua bondade.

Mas também há outros momentos em que Ele lhe dá “exatamente o suficiente” de luz para dar mais um passo. Isso acontece quando Deus está lhe ensinando a confiar Nele a cada dia (ou às vezes a cada hora); a provar a Sua Palavra e ver por si mesmo que “... as Suas misericórdias... se renovam a cada manhã...” (Lm 3:22-23).

O ponto principal é: Deus nunca nos deixa recolher hoje o maná de amanhã. A Bíblia diz que Ele “suprirá todas as vossas necessidades em glória” (Fp 4:19) Ele quer que você conte com o Doador e não com o dom, que confie Nele para suprir todas as suas necessidades e que espere que Ele extraia boas coisas de situações más.

Em vez de ficar estressado, Ele quer que “... as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus” (Fp 4:6), que você pare de se preocupar quando estiver só, porque Ele diz que “... nunca te deixará nem te desamparará...” (Dt 31:6); que você entenda que independentemente do que a vida lhe causar, você nunca terá de questionar o Seu amor, porque ele é “... eterno...” (Jr 31:3).

"...Quanto mais se tem, mais se quer. A verdade é que se contentar somente com o necessário é dádiva de poucos..."

Veja também de Danilo Souza A Morte do Papagaio www.iluminalma.com/vec/1103/10-papagaio.html


  Copyright © 2012 Danilo Souza. Todos os direitos reservados.