A Palavra de Deus

de Dennis Downing

 



 

Domingo que vem, pelo menos no Brasil, é o dia em que se comemora o Dia da Bíblia. Esta semana teremos mensagens especiais e links para reflexões e pregações sobre a importância da Palavra de Deus. Aproveite e compartilhe!

Você já foi mal-compreendido por alguém?
Alguém já distorceu suas palavras?
Como é que Deus se sente quando fazemos isso com as palavras dEle?

É comum hoje em dia escutar pessoas usando o nome de Deus para apoiar tantas coisas. “Deus disse isso.”
“Deus me revelou aquilo.”
“A Palavra do Senhor veio a mim hoje de manhã e Ele falou …”

Um grupo afirma que tal forma de se vestir é categoricamente proibido por Deus e outro grupo declara que não tem nada a ver.

Um grupo diz que Deus proíbe uma determinada prática e outro grupo diz que só assim é que uma pessoa pode ser salva.

Por que tantos ensinamentos contrários hoje em dia?
Como é que vamos saber a verdade?
Uma coisa é certa, com tantos ensinamentos e declarações divergentes, se nós não consultamos a Palavra de Deus, cada um de nós podemos errar e pagar pelas nossas almas por causa desse erro.

“Saul voltou da luta contra os filisteus e disseram-lhe que Davi estava no deserto de En-Gedi. Então Saul tomou três mil de seus melhores soldados de todo o Israel e partiu à procura de Davi e seus homens, perto dos rochedos dos Bodes Selvagens. Ele foi aos currais de ovelhas que ficavam junto ao caminho; havia ali uma caverna, e Saul entrou nela para fazer suas necessidades. Davi e seus soldados estavam bem no fundo da caverna.

Eles disseram: ‘Este é o dia sobre o qual o SENHOR lhe falou: “Entregarei nas suas mãos o seu inimigo para que você faça com ele o que quiser” ’. Então Davi foi com muito cuidado e cortou uma ponta do manto de Saul, sem que este percebesse.

Mas Davi sentiu bater-lhe o coração de remorso por ter cortado uma ponta do manto de Saul, e então disse a seus soldados: ‘Que o SENHOR me livre de fazer tal coisa a meu senhor, de erguer a mão contra ele, pois é o ungido do SENHOR’.

Com essas palavras Davi repreendeu os soldados e não permitiu que atacassem Saul. E este saiu da caverna e seguiu seu caminho.” 1 Samuel 24:1-7 (NVI)

Os homens de Davi disseram que aquilo era o cumprimento de uma profecia. Eles afirmaram que Deus havia falado sobre aquele dia. Por um momento Davi até acreditou e agiu conforme as declarações dos seus homens. Depois, Davi se arrependeu e voltou atrás.

Como é que até Davi foi enganado? Foi pelos mesmos motivos que muitos de nós hoje somos enganados quando pessoas dizem falar por Deus, mas, apenas falam opiniões de homens:

1. Cassado impiedosamente por um rei enfurecido, ele começou a agir movido pela emoção do momento.
2. Ele foi influenciado por pessoas perto dele. Esses homens haviam lutado ao seu lado. Certamente eles queriam o melhor para Davi.
3. Ele julgou pela lógica. Parecia que Saul havia caído numa armadilha que só podia ser preparada por Deus.
4. Seria muito cômodo para Davi seguir este conselho. Ele se livraria logo do seu pior inimigo.

Só havia um problema: Deus nunca disse “Entregarei nas suas mãos o seu inimigo para que você faça com ele o que quiser”.

Nenhuma vez em toda a Escritura Deus disse isto.
Deus nunca mandou Davi matar Saul.

Davi por pouco não cometeu um grave pecado, porque seus melhores amigos disseram “o Senhor te disse” - algo que o Senhor nunca disse.

O problema não foi nem o conselho em si, mas o fato deles terem falado que isto veio de Deus. Aquele conselho não veio de Deus. Mas, porque alguém disse que veio de Deus, até Davi foi enganado. O engano foi temporário, Davi enxergou o erro e não seguiu o conselho. Mas, quantas pessoas hoje em dia são enganadas de forma parecida? Quantas pessoas seguem conselhos “de Deus” que Deus mesmo nunca mandou?

Você já se sentiu alguma vez movido a agir pela emoção?
Já foi influenciado por pessoas perto de você?
Já se viu fazendo suas decisões baseado na sua lógica, ao invés de na lógica de Deus?
Já agiu conforme o que para parecia melhor para você?
Tudo porque pensou que no fundo era a vontade de Deus?

Qual o nosso ponto de referência?
Qual a base das nossas decisões?

Emoção? Lógica? O que nossos pais, ou melhores amigos dizem? Se o pregador ou pastor declarar que algo for da Palavra de Deus, será que devemos simplesmente acreditar e seguir? Ou será que não é melhor sempre conferir na Palavra de Deus?

Se um homem como Davi poderia ser enganado, você não acha que você também pode?

Leia o resto desta mensagem na seção especial dedicada à Palavra de Deus no site da www.hermeneutica.com http://www.hermeneutica.com/mensagens


Copyright © 2007 Dennis Downing. Todos os direitos reservados.